Minha lista de blogs

sábado, março 02, 2013

Seleção Pessoal_João Bosco-Corsário




A música é linda, mas a poesia é complicada...

Vejam aqui, uma das interpretação:

O corsário

Meu coração tropical está coberto de neve, mas...
Ferve em seu cofre gelado, a voz vibra e a mão escreve: MAR
(Aqui o autor fala que a frieza que ele demonstra ter, não é verdadeira, pois no fundo dos seus sentimentos a paixão "ferve" e sua voz interior clama pelas paixões, neste caso chamadas de "mar")

Bendita lâmina grave que fere a parede e trás (a lâmina grave , neste caso, seria a quilha do navio, que ao chegar ao porto trazia os marinheiros, as prostitutas, que rompiam o silêncio das cidades, como é descrito no verso seguinte)
As febres loucas e breves que mancham o silêncio, cais

Roseirais, nova granada de Espanha (Metáfora que resume o que há do outro lado do atlântico)
Por você, eu seu corsário preso (aqui, ele diz que pelo bem da própria mulher, ele, um pirata que no momento não está no mar , ou seja, não está na ativa)
Vou partir a geleira azul da solidão (vai romper o mar, e acabar com a solidão)
Ir buscar a mão do mar (se lançar às paixões)
Me arrastar até o mar
Procurar o mar (ir em busca das paixões)

Mesmo que eu mande em garrafas, mensagens por todo o mar
(mesmo que ele tente de outras maneiras, ir em busca das paixões, de maneira secreta)
Meu coração tropical partirá este gelo e irá ( o corpo dele, não se contentará e irá, pessoalmente em busca destas paixões)
Como as garrafas de náufragos e as rosas partindo o ar
Nova granada de Espanha e as rosas partindo o ar (em busca de todas as aventuras que existem do lado de lá do oceano)


resumindo: alguém que não aguenta mais a prisão da fidelidade, e por amor a sua amada, vai se lançar a outras paixões, pra alimentar a fúria reprimida do seu coração.

6 comentários:

  1. Serjão, parabéns pela escolha da música. Abs.

    ResponderExcluir
  2. Evandro,a mistura mineiro/carioca de João Bosco(engenheiro) e Aldir Blanc (medico) foi, com certeza, uma das mais bem sucedidas parcerias da MPB.
    Suas composições têm a marca registrada, que são a forma de tocar o violão, com uma conexão com o ritmo da música, e os seus improvisos com a voz, sem palavras, em que os sons que saem de sua boca parecem ser mais instrumentos musicais.
    A genialidade da dupla está na perfeição de versos e melodias, na história do homem comum que tem sua glória de 15 minutos estampada no jornal, ou no cotidiano de casais, no terreiro de Candomblé, no bar da esquina. Nao precisa dizer mais nada. Abs

    ResponderExcluir
  3. Serjão, agora que esse post não é mais o tópico podemos falar que essa canção fala das crises existenciais do ser humano, na faixa entre os 40 aos 60 anos. A diferença é que os homens vão atrás das novas paixões novas, preferêncialmente, já as mulheres em sua maioria, entram em depressão.
    É complicado, mas natural após a diminuição hormonal de ambos os sexos.
    Abs.

    ResponderExcluir
  4. Evandro sabes tudo. A mulher é muito sonhadora e muito ligada a família. As vezes isso não é positivo. Mas ninguém entende as mulheres. As vezes um simples elogio pode ser mal interpretado. Só uma mulher para nos fazer sentir mal mesmo fazendo o bem. Abs

    ResponderExcluir
  5. Grande...esse lance é realmente complicado, só quem é casado há muito tempo e passa ou tá passando por isso é que entende o quanto é complicado lidar com essa feras que chamamo de mulher, mas que adoramos. Tenho conversando com vários amigos, e é unanime naqueles que não romperam o relacionamento nessa fase, falarem que os filhos foram e são os responsáveis para se manter, mesmo as trancos e barrancos, engolindo várias lagoas cheias de sapo (rsrs), em nome da harmonia do lar e não raro, principalmente do lado masculino, o receio de uma velhice sozinho. Não sei bicho, o que vejo é na velhice um monte de velhinhos sozinhos, deprimidos em casa e suas "companheiras" de anos, também velhinhas, saindo em excursões, bailes da 3ª idade. Na verdade é um grande paradoxo da classe masculina que ao final da vida normalmente se fode. rsrsrs
    Abs...mas isso é papo de botequim, não é mesmo? rs

    ResponderExcluir
  6. Evandro, no final da vida temos a sensação que a vida nos sacaneia. Mas tudo bem, viver a dois ainda é a melhor opção para se ter uma vida feliz. Abs

    ResponderExcluir

Ta expiando? Gostou? Tem conta no google? Vai, comenta!
Tenha autocritica, argumente, sem usar termos chulos e obscenos (palavrões).Pode discordar, mas sem guerras verbais, ataques pessoais a pessoas e instituições. Assim tu me agradas! Danke Fur Ihren Besuch, thanks for your visit.