Minha lista de blogs

sexta-feira, abril 28, 2017

Quisquis ubique habitat nuquam habitat

O mais querido dos mais queridos rumo ao titulo Catarinense

Bem, os leitores sabem, concordam, essa caída estranha de produção do Avai no segundo turno levou a paciência do torcedor ao limite,  mas não é por isso que vou deixar de ser tetra sócio, colaborar com o clube em seus eventos  e ir ao jogos.

Vejo um monte de coisas erradas, como essa babação de ovos para aquela rede anti Avai,  um  presidente sem força para cobrar coisas básicas da patrocinadora da camisa do clube ou atitude de dos jogadores durante todo returno e outras coisas mais.  

Infelizmente tem coisas que acontece no Avai e não é de hoje,  ao contrario a Chapecoense  aproveitou e esta aproveitando sua exposição na mídia para conseguir grande parceiros, bons patrocinadores. Desde Guga, Bruno Fontes na vela, Fabiana Beltrame campeã mundial no remo, Jaque Silva campeã mundial de surf, Pedro Barros campeão mundial de Skate, passando por Thiago Tavares UFC, Felipe Cruz  e outros que fazem questão de ressaltar sua paixão pelo Leão, entretanto o marketing do clube não aproveita essas portas abertas expõe que a marca Avai FC para o mundo . 


Tem uns que tem asas e não sabem voar

Que adianta patrocinar o MMA, Remo e agora recentemente o futebol de salão se não aproveitar sua exposição na mídia para angariar bons contratos de patrocínio.  Tudo bem que houve aquela tragédia com a Chapecoense, mas compute quantas vezes nossa marca é exposta na mídia sem que se aproveite disso?

Quero o Avai Campeão Catarinense, até porque dou mais valor ao título estadual que uma participação pífia na Serie A. Nessa final nosso problema não é a arbitragem ( que atrapalha ,sim) ou o time consistente da Chapecoense, mas a falta de gestão, falta de pulso, o amadorismo que impera no clube mais vezes Campeão de Santa Catarina e o de maior torcida no Estado.

Falam que a Chapecoense chegou a final por causa do árbitro,  mas que adianta lamentar se a direção avaiana continuar tão amadora e passando a mão na cabeça dos jogadores como vem ocorrendo?

Vou ao jogo de domingo  e conclamo a nação avaiana fazer o mesmo, mas que os jogadores não nos decepcione.

Jogadores faça como a musa Maryeva Oliveira, faça bonito com esse manto avaiano.

Acorda Leão!

Significado do aforismo do titulo: Quem habita todas as partes não habita nenhuma. Parafraseando...O Avai esta em todas as parte do mundo e não sabe disso
Fotos: O tenista Yevgeny Kafelniko e GugaFeras do surf, Kelly Slater, Mick Fanning e Bede Durbdige 

quinta-feira, abril 27, 2017

Tu non mi dix?!

Sou torcedor de estadio desde a época do Adolfo Konder

Porque ir ao estádio e não ir ao bar assistir os jogos do seu time como os amigos. Primeiro porque ao vivo não tem nada igual, depois porque no bar é outra coisa.

No boteco tem quem   sempre com o mesmo uniforme e horário, usa até cueca riscada dizendo que da sorte, faz aposta que se o time ganhar ele paga uma rodada, mas depois de tomar umas cinco e o time toma um gol vai embora e ainda pendura a conta. Outros de radio no ouvido gritam gol antes de sair na tv. Deixando todos na duvida se gol foi confirmado ou o arbitro suspeito anulou. 

Tem os cheira cuecas, aquele que grita gol antes do Marquinhos Santos bater um pênalti e depois fica sem graça porque ele bateu no meio e nas mão do goleiro.

Tem uns que não gostam de conversas paralelas durante o jogo e querem brigar.

E aqueles que bebem todas, ficam escorando em ti para não cair e gostam de contar detalhes mínimos da ultima vez que esteve no campo do adversário e a turma puta da cara querendo assistir o jogo? Tu não sabe se da apoio pra ele ou pra turma. Coisa de louco.

E o pior de todos, esse é insuportável, deselegante e mesmo sendo teu amigo da vontade de dar uma porrada.

Torce pro rival, fica zincando ou pior chega quando o time esta perdendo só para zuar.

Prefiro estar na Ressacada sabendo que ao meu lado vai estar alguém que torce pro meu time. Se tem amor pela mesmo cores a gente aguenta até o torcedor-técnico, o cara que manja tudo de estatísticas, esquema tático, berra com o técnico, jogadores, gesticula, xinga. O famoso...corneteiro.

Tem uns que chegam cheios de marra arrastando a perna dizendo que foi numa dividida na pelada, que o jogador tal também devia fazer o mesmo, mas a gente sabe que foi queda por excesso de breja.

Tem um que não digo o nome, só as iniciais, Antônio Coelho que não acredita em superstição, mas no dia do vale tudo, muda até o trajeto por rotas especiais de quando  vai ao estádio.

Outros que não cito sua profissão, só o nome, Fulgêncio que antecipa e transfere viagem ou chega e vai direto do aeroporto para Ressacada para poder estar no estádio vendo o seu time jogar.

Antes do jogo tem alguns metódicos que vão sempre ao mesmo bar como o Rica no bar do Chapecó, outros fanáticos tem tattoo por todo corpo com escudo do time como o Thiago, o Juliano.

Conheço alguns que dão desculpas da fila para não ir a Ressacada. Mas fila existe desde os tempos do Adolfo Konder

O amor por meu time me fazem ir ao estádio, mesmo quando os jogadores fazem corpo mole ou nossa torcida deixa de cantar o nosso belo hino para lembrar a importância do rival cantando gritos de guerra contra eles. O que convenhamos nos anos 70 não fazia parte do nosso futebol , muitos menos ódio entre torcidas.


E você dia 30, às 16h00 vai estar no sofá, barzinho ou estádio?  Eu claro, né, sempre dentro da Ressacada.

Faça igual a mim, venha para Ressacada você também. Veeenha!

quarta-feira, abril 26, 2017

Tô feliz por estar na final e nada mais

Ingressos já estão á venda 

Quem vai esquecer tudo que viu o time fazer nos últimos jogos, deixar seus afazeres de lado, pegar a avenida Deomicio Freitas nos Carianos  ver o Avai jogar o primeiro jogo da Final contra a Chapecoense na Ressacada?

Tem muitas pessoas que adoram jogar uma pelada sem compromisso com seus amigos apenas para relaxar, isso é legal e saudável.  O que não é legal é um time profissional jogar como se estivesse jogando uma pelada de solteiros contra casados como vem fazendo o Avai FC.

O desagradável é que os “atretas” convocam o torcedor para dar apoio em seus jogos, famílias inteiras deixam seu lazer de lado para torcer por eles. Por outro lado as convocações são feitas, os torcedores aparecem em massa, enchemos a Ressacada, apoiamos e nas ultimas vezes o que tem ocorrido é que os jogadores não honram os compromissos assumidos e sentimos duplamente enganados.
              
Se você já esta acostumado a ir todos os jogos iguais a mim, infelizmente mais para rever os amigos do que propriamente ver o Avai jogar, domingo, dias 30, às 16h00, vá a Ressacada. Para não se decepcionar, não espere ver esquemas ousados por parte de Claudinei Oliveira ou time com aquela pegada que foi campeão invicto do primeiro turno. Aquele esquema de CO ficou manjado, o time que ganhou o turno invicto que jogava com vibração, garra e comprometimento não existe mais.

Torça pelo melhor do Avai, mas não espere grandes coisas desse time. No máximo vera a liderança de um jogador símbolo de jogador profissional como Betão, a voluntariedade de Capa, a raça de Alemão e la na frente a luta de Junior Dutra.

Se tiver saco para ver Diego Jardel dormindo em campo e junto com M10 se que limita apenas a bater mal faltas e acertar algum escanteio, sobrecarregando a equipe como se tivéssemos dois jogadores a menos, então pode ter certeza, você é um grande torcedor.  Como torcedor fico esperamos que Leandro Silva acerte um cruzamento ou lateral e apareça a qualidade de finalizador de Rômulo ou os gols de Denilson que no returno sumiu. Mas com a teimosia de Claudinei Oliveira em escalar o frangueiro Kozlinski. Aja coração de Leão! 

terça-feira, abril 25, 2017

Esse não envergonha o Avai FC

Com certeza poucos atletas do futebol do clube podem dizer o mesmo.  

Enquanto o MMA impressiona na estrutura e consagra Felipe Cruz, o Avai ignora não só seu torcedor como seu lutador.

Não fosse o grupo RBS e as redes sociais os Catarinenses jamais saberiam desse grande feito de uma atleta patrocinado pelo Avai, infelizmente ignorado pela insignificante  assessoria de imprensa do clube.

O cara mais que um torcedor é profissional do Avai e no ultimo sábado, o atleta da Team Tavares patrocinado pelo clube em sua primeira luta internacional no maior evento da Europa finaliza com uma guilhotina no terceiro Round meu oponente Russo Allim é festejados e comentado pelo mundo. Divulga a marca Avai FC e nada é comentado. Mais uma vergonha da atual gestão avaiana. Falha imperdoável.

Palavras do vitorioso Felipe Cruz: “muito obrigado Jornal Hora de Santa Catarina. Resultado de muita dedicação- uma boa noite a todos.
tmj sempre, só não deu pra por a camiseta com os patrocinadores pq no momento da vitória levaram a camiseta. Kkkkk. ”

Nos brasileiros, catarinenses e avaianos é que agradecemos a você pelo grande feito em divulgar o Avai pelo mundo. Sucesso! 

Esta chegando a hora de mostrar nosso poder de superação

Mateus Luciano Assis, o Teteu
O primeiro passo para você vencer é acreditar que você pode

Pois é, amigos o problema do segundo turno do Avai começou quando Battistotti achou que Claudinei Oliveira tinha razão em manter Kozlinski no gol e o esquema de jogo manjado pelos adversários.

Pelo fato não nos reforçamos durante o returno acho difícil o clube fazer bonito na Elite do Futebol Brasileiro. Se cair a alegação vai ser que os cofres do clube não tiveram suporte para fazer grandes contratações. Se for para chorar pitangas depois do Brasileirão que conquiste ao menos alguma coisa esse ano. Pelo menos conquistem o Catarinense.

Alguém já parou para pensar que o problema do Avai é mais de gestão do que da falta de dinheiro? Temos uma lotação de pessoas na área de comunicação, inclusive Carlos Alberto, chutado pela RBS, com certeza deve ganhar um bom dinheiro. O que o torcedor quer saber é o que esse senhor faz lá dentro em um setor como tanta gente que não se comunica como o torcedor e só se ouvi noticias ruins do clube na mídia? Informação para o torcedor, só  noticias requentadas. 

Some o que ganha esse batalhão de gente que trabalha na área de comunicação do Avai, mas o que ganha aquele pessoal que entrou em campo contra o Inter de Lages. Da uma bolada. Certo? Então o problema não é dinheiro.

Daria para trazer no mínimo uns três bons reforços. Quanto ganha Jardel e Marquinhos, duas peças nula no time? Com o dinheiro dos dois podia ser investido em uma contratação de peso para Serie A. Se não tem utilidade para o Avai, para que mantê-los?

Será que esses que jogaram em Lages, são melhores que aqueles que tão bem nos representaram na Copinha São Paulo? Como lateral direito Guga, o volante Menezes, que quando entrou no time de cima fez bonito, o volante Wesley e outros?

Parodiando William Shakespeare (adaptação Hamlet) 
Duvido do brilho das estrelas como Marquinhos e Marcelinho
Duvido do esquema de jogo de Claudinei Oliveira em uma final de campeonato e Brasileirão Serie A
Duvido de tudo que tem dito até agora Joceli dos Santos sobre sua amizade com presidentes dos grandes clubes brasileiros e os supostos reforços prometidos por Battistotti.
Com certeza o torcedor também duvida. Mas jamais duvidem do amor de nossa torcida pelo Avai.

Com certeza ha coisas acontecendo atrás daqueles tijolinhos amarelos da Ressacada com determinado grupo de jogadores do que vocês imaginam.
Tem jogador descansando e reclamando demais e rendendo absolutamente  nada.

Que o Avai seja mais forte que a desculpa que tiverem para explicar a derrota.
Jogadores aceitem um conselho:  joguem para que um dia possam dizer; Eu fui Campeão Catarinense! Tamos juntos!

domingo, abril 23, 2017

Inter de Lages 2 x 0 Misto do Avai

Um time que foi se desmontando pelo caminho e pode provocar um desastre na final

Com um time alternativo o Avaí se despediu do returno do Catarinense neste domingo, perdendo de 2 a 0 para o Inter de Lages.

Alias Figueirense e Internacional devem agradecer muito a Criciúma e Avaí por sua permanência na Serie A Catarinense em 2018. Criciúma por vencer o Metropolitano por 5 x 4 na Capital do Carvão onde ficou duas vezes em desvantagem e no empate de 2 a 2 em Blumenau onde em duas oportunidades estava atras do placar e a vitoria não mudaria nada  sua participação no campeonato. Avai por botar duas vezes time reservas contra o Internacional, clube que diretamente fez um "jogo suspeito" e foi o responsável pela primeira e unica queda do Avai para segundona Catarinense. 

Agora dia 30, às 16h00 na Ressacada com todos os jogadores à disposição de Claudinei Oliveira o Leão enfrenta a Chapecoense no primeiro jogo da decisão do Estadual e dia 07 de maio no mesmo horário o segundo jogo no Índio Conda em Chapecó.

Para que se registre na historia do Avai Futebol anota ai.
Ficha Técnica
Inter de Lages 2 x 0 Avaí
Estádio Vidal Ramos Junior (Tio Vida, em Lages)
Árbitro: Leandro Messina Perrone
Assistentes: Hélton Nunes e Thiago Americano Labes
Gols: Enercino a 16 min do 1. Tempo e Max a 15 min do 2.  Tempo
Inter de Lages: Nei; Marcelinho, Fernando Belêm, Vitor e Taygor; Michel Schmöller, Parrudo, Enercino (Mateus Arense) e  Marcos Paraná (Camilo); Max e Jullyan (Léo Kanu). Técnico: Chiquinho Lima

Avaí: Matheus Guts; Gustavo Santos, Gustavo, Salazar e João Paulo; Renato (Lucas de Sá), Lucas Otávio e Vinícus Pacheco; Toshi (Marcelinho), Devid (Vitor) e Lourenço. Técnico: Claudinei Oliveira

Desses que estiveram em campo hoje contra o Internacional, Lucas de Sá e Vinicius Pacheco podem compor grupo, Lourenço é outra opção, agora insistir com os demais jogadores é onerar os cofres do clube e mostrar ineficiência de gestão.
Toca a pelota... 

sábado, abril 22, 2017

O que esperar do Avai em Lages?

Sabemos que existe os que torcem pelo Avai, outros para o presidente e alguns, os chamados cheira cueca para determinados jogadores. Eu torço pelo sucesso de todos, mas desde que seja para o bem do Avai FC.

Todos torciam pela rápida volta de Vinicius Pacheco. Ele voltou em grande estilo fazendo grandes jogos e gols, infelizmente de nada adiantou sua volta triunfal, aos poucos foi preterido por Claudinei Oliveira para manter a dupla M10 e Diego Jardel.


Todos notam que sem os dois em campo o Avai é outro, mas dinâmico, mais veloz, mais perigoso, da trabalho aos adversários. Se ele insiste como os dois é teimosia ou M10 esta mandando na escalação. Com certeza Claudinei Oliveira não tem mais o grupo na mão justamente por querer agrada-lo.

Ouvi a entrevista de Leandro Silva a Fabio Machado sobre o porque não jogou o clássico. Olha a perola dele: “ ...o CK esta baixo...”.
Cansaço para um cara que so jogou na estreia e nos demais se limitou a bater laterais na área adversaria?

Numa decisão dar o melhor de si é pouco, um time que no returno tinha apenas a Chapecoense como adversário perde pontos para a coxa de retalho que é o time dos “Estreitos” e faz feio em casa contra  o Barroso vai passar confiança ao torcedor de que jeito? O que esperar desse time jogando contra uma Chapecoense que tem a mídia do seu lado, que mesmo não dando o seu máximo passou fácil por seus adversários no returno?

A Chapecoense não é uma Brastemp, mas jogando contra um time cheio de mimim. Esperar o que dessa decisão?

Esse jogo de amanha as 16h00, contra o Internacional em Lages era o correto para se poupar jogadores, não o turno. Mas vá pensar em planejamento no Avai?

Esse Avai perde para ele mesmo. Pior, passamos o returno todo sem que alguém cobrasse alguma coisa, agora na decisão contra a Chapecoense é com Nossa Senhora da Ressacada de novo, porque time, técnico e diretoria estão mais perdidos que cachorro quando cai do caminhão de mudança.

Aja saco!

quinta-feira, abril 20, 2017

Terminou empatado

Pelo menos na pelada dessa vez teve gols

Cumprindo tabela, pela Primeira Liga,Figueirense e Avai empataram no Scarpelli em 1 a 1.
Tres clássicos no ano, três peladas. Dois 0 a 0 e esse 1 a 1 fechando o vexame dos cinco Catarinense que participaram do torneio, onde nenhum deles teve capacidade de avançar a segunda fase.

Nada mais a acrescentar, exceto que o Avai voltou a jogar pessimamente o primeiro tempo e pela fragilidade do ataque do adversário escapou de sair perdendo por uma diferença maior. 
Apos a casa ter caído o Avai resolveu acordar e jogar. Pela mediocridade do rival conseguiu o empate através de uma bola parada.

Sai contente Goiano e Claudinei Oliveira por se manterem invictos em clássicos e a torcida do rival que mesmo com time infinitamente inferior jogou bem os três clássicos.  

O rendimento do nosso time no primeiro tempo continua sofrível e se Claudinei colocou o time titular no clássico para ver a resposta dos jogadores em campo contra um time que esta em formação, todo remendado, ficou sabendo que vai ter muito trabalho contra a Chapecoense.
É bom que nosso time entre na final com sangue nas ventas, pois a Chapecoense joga no sistema de pressão alta e seus finalizadores tem qualidade. Se entrar dormindo como tem ocorrido eles decidem o campeonato no primeiro jogo e no primeiro tempo.

A lamentar 
Mais um frango do goleiro Koslinki, contratação feita por Gonçalves, que mesmo frangando em todos os jogos é titular absoluto nas mão de Claudinei Oliveira.
Mais uma baterna da torcida do Figueirense (sinalizadores) e com certeza não serão punidos
O assustador  time avaiano e Claudinei Oliveira que vem piorando a cada jogo. 

Um clássico a mais e nada mais

Hoje tem pelada no campinho

Pela Primeira Liga, hoje, às 19h30min, no outro lado da ponte jogam FFC x Avai FC. A única vantagem dois participantes desse torneio foram os 650 mil recebidos por suas participações vexatórias.

Pelo valor recebido, muito, muito, mas muito mais do que paga a RBS pelo Campeonato Catarinense os dois presidente deveriam ter mais respeito pelo torneio que tanto brigaram para entrar. Mas esperar o que de dois presidentes amadores e dois elencos descompromissados a família, carreira, clube e torcedor?
Se o presidente que não consegue nem cobrar de uma empresa de material esportivo a entrega de produtos e a atitude dos jogadores em campo no segundo turno. O que podemos esperar do Avai  em um campeonato tão profissional como é a Serie A? 

Para os torcedores de ambos os clubes, com preço da entrada em r$ 60,00, jogando o futebol que andam jogando não há nenhuma motivação.  Exceto para Claudinei Oliveira e Goiano, onde os dois travam um briga acirrada para saber quem fica mais tempo sem perder um clássico. Um contando sempre com a ajuda da arbitragem para se manter invicto e outro jogando todo atrás,  esperando o arbitro para vencer um clássico onde mesmo em duas oportunidade com time infinitamente superior, tremeu e empatou.
Esse sim é o clássico para o Avai se preservar, não se expor, bem diferente dos anteriores onde três pontos era importantes e o Avai estava com força máxima. Esse de hoje se houver vencedor,  vale para estatística dos confrontos e nada mais. Uma vitoria que não vale nada. Zuar do que?   

Da parte do Avai saberemos que o time dever repetir o futebol que jogou os dois clássicos, ou seja, independente de quem entrar não deve fazer bonito. Só esperamos que não faça mais feio do que fizeram contra o Barroso.

Estou curioso para saber no que vai dar esse clássico dos Desmotivados  x Coxa de Retalhos.

Eu, to fora!

segunda-feira, abril 17, 2017

Que coi$a!

O $onho acabou?

Por ter compromissos familiares não fui ao jogo, mas soube que além do Avaí jogar mal, alguns abobados(deve ser aqueles que não sabem o belo hino do Avaí, o máximo que sabem é apenas cantar gritos de guerra contra o rival) teve a sandice de no final do jogo zuar Schwenck, o qual deu de ombros como se dissesse: - Estou na minha, enquanto existir frangueiro como Kozlinski, vou me mantendo em atividade.

Não lamento derrotas quando vejo jogadores do meu time dando o melhor de si em campo. Isso não ocorreu contra o Barroso. Paramos de jogar deste o jogo do turno contra o Internacional.


Nada como o poder da mídia para derrubar e levantar o que elas querem ou tem interesses 

Culpar os árbitros pelos insucessos do time e o sucesso da Chapecoense, convenhamos é querer passar a mão na cabeça de Claudinei Oliveira e seus comandados. Elenco, diretoria e jogadores mentalmente fracos. Temos que reconhecer o poder da imprensa. Em pouco tempo recuperaram a Chapecoense, deram uma força de leão ao desnutrido Gavião e aniquilaram o Leão.



Temos um líder que não manda e não joga nada. Um goleiro que no Brasileirão sentiremos falta do frangueiro Vagner. Uma diretoria que se acostumou com carro velho, cheios de problemas visíveis, caindo pelas tabelas e nunca tentou conserta-lo.

Time obsoleto, jogadores sem objetivos na vida, diretoria acomodada e para finalizar treinador teimoso e arrogante que
 gosta de rodar com peças desgastadas, deixando as melhores fora ou se usa, logo em seguida voltam a ser inservíveis.  Vi esse filme em 2012, só que no outro lado da ponte. Bom, o resultado todos sabe

Enquanto a diretoria fica prestando homenagens a raposas felpudas, eles (mídia) jogadores e árbitros vão ferrando a instituição Avai FC. Amadorismo demais para quem vai disputar um campeonato tão profissional como o Brasileirão Serie A.


Agora o bicho vai pegar. Tenha coração de Leão 

Pra mim nessa final só fico preso à mística avaiana de que o Avaí faz coza. Afinal se perde para si mesmo, como foi perder quatro pontos para esse time horroroso do Figueira e três para o Barroso porque não pode fazer mais um dos jogos em que a sorte só esteja esteja do nosso lado e nada de certo pata o adversario como ocorreu nos quatro a zero contra o Metropolitano?

Já pensou se realmente o gol do titulo sai de uma jogada em que Marquinhos Santos “voa” literariamente acima da zaga do time do Oeste e faça um gol de cabeça como fez contra o Tubarão? Ai sim, o Fera pode dizer: - Eu disse que Marquinhos iria voar.

Sonhar não mas mal, né, gente?!

quinta-feira, abril 13, 2017

É a maior

Deram um banho!
A maior torcida de um clube de futebol do estado deu um banho de fidelidade, alegria e  amor ao Avaí FC,  colocando quase quatro mil torcedores no Scarpelli Park no ultimo clássico.

Como disse Cacau Menezes em sua coluna: "O que de bom teve no clássico de domingo, o segundo deste ano que terminou sem gols, foi a torcida do Avaí que, em grande número, deu um show no estádio, mostrando que está pronta para a Série A". 

Acrescento: já o time, com essa disposição e esquema de jogo de Claudinei Oliveira, cada jogo contra qualquer lanterna é um susto. Se nada mudar, susto maiores nos vamos ter na Serie A.

Bom, torcida nos temos. Agora só precisamos de um time que tenha raça, amor e se doe tanto pelo clube na mesma proporção da torcida avaiana

Valeu torcida avaiana, vocês fizeram a sua parte...os jogadores que daqui pra frente faça a sua.
# Acorda Leão!

quarta-feira, abril 12, 2017

Falar verdades incomoda demais os hipocritas

É de amarrar a cara

Uma coisa é os erros do arbitro, em especial no pênalti não marcado, outra é o time avaiano não jogar com espirito de decisão contra um adversário fragilizado.
Parece que problemas internos e salários atrasados, desfalques e outras “M” mais só é problema no Avai. 
O time do primeiro turno fez a torcida acreditar no titulo do returno ou uma decisão com o Avai pronto para enfrentar uma final em casa ou fora da Ressacada.

Infelizmente os time se reforçaram, atualizaram, cresceram e o Avai continuou com um so esquema e nosso jogadores perderam a áurea de time da raça e vencedor. Entrar com um a menos (M10), não jogar, esperar árbitros para vencer seus jogos, isso só ocorre com o time do Scarpelli ou o atual queridinho da mídia, a Chapecoense. Isso é para poucos que tem que a mídia do seu lado. Será que nossos jogadores esqueceram que para o Avai tudo é difícil?

Que se assuma que o time não vem jogando bem e houve erro gravíssimo de estratégia ao poupar jogadores contra o Inter de Lages.

Acordem! A CB do Brasil foi-se entre nossos dedos, a  Primeira Liga, idem. Que planejamento é esse de optar por apostar tudo em uma só competição e não levá-lo a serio? Estamos em busca do titulo e o Avai perdendo pontos bobos pelo caminho? 

Quem te conhece não se engana

Agora essa do Héber em Blumenau prova tudo o que pensamos sobre ele. Porque não usou do mesmo critério para expulsar França? Xingar no calor do jogo não pode, mas xingar e dar de dedo, os dois juntos pode ?

O Avai que se cuide com Célinho, Héber e outros que a torcida avaiana conhece. Mas o Avai tem que jogar mais que vem jogando e não ser ingênuo em aceitar arbitro como esse do clássico que já tinha beneficiado o rival em Criciúma. Francamente! Se for avaiano como dizem é igual ao Miguelito, ajuda mais o rival que o Avai.

No mais que o Avai pare com essa frescura de dar moleza para jogadores e se prepare para a final em dois jogos contra a Chapecoense, com segundo jogo no Índio Conda e levando o titulo quem fizer mais gols e em caso de empate favorecendo o time do Oeste o atual queridinho da mídia.
Acorda Avai!