Minha lista de blogs

domingo, abril 09, 2017

O Avaí joga travado e o clássico fica no 0 a 0

O fantasma da segundona Catarinense ainda continua assustando o time deles, mas no clássico o Avaí só assustou o time alvinegro apenas em três oportunidades.

Tecnicamente temos o melhor elenco, mas o Avaí de Claudinei Oliveira, mesmo sabendo dos resultados dos jogos e a necessidade de vencer, jogando contra um time desfigurado, preferiu não tomar as rédeas do jogo.
E não adianta o Avaí reclamar do pênalti não marcado se M10 e Denílson perderam a chance de mudar a historia do jogo e o Avaí começou sonolento, só melhorando e criando chances de gol no segundo tempo. 
Infelizmente  o Avaí no segundo turno não esta sendo efetivo.

Faltou intensidade
Jogar contra uma gurizada e esse time horroroso do Figueirense e não vencer é uma vergonha. Com o empate a Chapecoense ficou a dois pontos do Avaí na classificação geral do Campeonato e teoricamente faz a final em casa. A menos que o Avaí mostre a garra e voluntariedade que mostrou o Figueira no clássico, adeus campeonato.

Parte negativa do Clássico
O árbitro William Machado Steffen/CBF, e de novo, o que já virou rotina e nunca são punidos. A agressão da torcida alvinegra contra os avaianos antes do jogo ( informação da radio Guarujá).
Torcidas juntos? To fora!   

Pela superação do Figueirense em campo e as chances não aproveitadas pelo Avaí o empate foi mais que natural.
Toca a pelota...

6 comentários:

  1. Tanto sacrifício para ir ao escarpelixo para ver o Leao jogar e no final quem mais teve vontade de vencer foi os nojeiras.
    Time enganador. Não ganha o catarinense e deve dar vexame na Serie A igual ao Bgayra.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo, bom dia!
    O certo é que o clássico ainda é o jogo que mais da publico no Estado. A torcida deles vai para ver o Avai, time serie A jogar e nossa torcida acostumada com o monumental da Ressacada aceita ir torcer pelo Leão até no campinho deles.

    Assisti o jogo e não vi nada de diferente dos outros jogos do Avai sobre o comando de Claudinei Oliveira, time covarde, que não tem as ações do jogo nem na Ressacada. Ontem não foi diferente. O time deles entrou no clima do clássico e o Avai parecia estar jogando uma pelada de solteiro contra casados.

    Para mim o esquema de Claudinei Oliveira esta ultrapassado e se o time deles , o pior de todos que vi até agora. Mesmo não tem defesa, não tem laterais, não tem meias e muito menos ataque não saíram na frente pela falta de um bom atacante.

    Estou temeroso na decisão contra a Chapecoense. Se não conseguimos ganhar nem do “lanterna” vamos ganhar um titulo Catarinense na casa de um time Serie A jogando todo lá atrás e tomando sufoco durante 90 minutos?

    Enquanto Claudinei Oliveira fica dando mole e se preocupando com o cansaço e o modo como nossos jogadores se alimentam na Chapecoense que disputa duas grandes competição eles não estão nem ai pra isso. Muita frescuradas para pouco futebol e muita pouca doação em campo.
    Dois clássicos em que o Avai tinha um time superior e se acovardou. Falto
    u raça, intensidade. O Avai dos dois clássicos não mereceu o publico que veio ao estádio torcer.

    Nesse esquema e tendo tantos atacantes qualificados na Serie A, com certeza sem uma mudança de jogadores ou de mentalidade de Claudinei Oliveira pior que a atual do Figueirense na Seria A é impossível, mas pode chegar próximo do vexame deles. Abs

    ResponderExcluir
  3. Caríssimo Serjão. Perdemos uma batalha mas a guerra contínua. Pena que nosso treinador e boa parte destes jogadores não entendem o real significado da palavra, Avaí, `Time da Raça´. Precisando ganhar e um time sem forças. Tudo bem estamos na final, mas vamos colocar em campo os jogadores da sub-20 para os dois próximos confrontos e treinar fisicamente, tecnicamente e taticamente. Precisamos de força, consciência, profissionalismo e dedicação. Não vamos desanimar, nunca. Avaí Sempre. Abçs e boa semana. AntonioC.

    ResponderExcluir
  4. AntonioC, bom dia amigo! Seja bem-vindo a Ilha da Magia, terra do Leão sonolento. Caríssimo? Esse é o tratamento usado pelo meio sumido no blog e na Toca do Leão, Fulgêncio.
    Concordo. "Perdemos uma batalha mas a guerra contínua". No entanto com esse esquema de jogo onde o goleiro tem que pegar todas e o time decidir o jogo em duas ou três oportunidades de conclusão que aparecem, é meio desanimador. Se o time ainda mostrasse pegada, va la. Mas não comandar o jogo nem quando joga contra o lanterna, é pacabá.
    Faltou espirito de clássico em nosso jogadores e sobrou para eles que mesmo inferiores tecnicamente, sem entrosamento e com uma garotada, desfalques e num time que ja é ruim deste a sua formação. Se jogasse 10% do que jogaram no primeiro turno não estariam reclamando do juiz.
    Time completo, contra o time horroroso, lanterna do campeonato ele não so tinham que ganhar, como golear.
    Abs!

    ResponderExcluir
  5. Serjão, uso o espaço democrático do blog para discordar, dessa vez, do amigo. Primeiro, acho que no clássico não dá pra fazer uma avaliação mais apurada. Normalmente é jogo feio, truncado. Vence o que tem mais disposição e garra (curiosamente, às vezes o time que está em pior fase ganha o jogo). De todo modo, o Avaí usou a tática que até agora deu certo (subimos assim para a série A): deixar a posse de bola com o adversário e tentar matar nos contra-ataques. Lamentável - e aqui concordo inteiramente contigo - é que essas chances foram perdidas. Sobre o árbitro, foi decisivo no resultado. Pênalti claríssimo. Prejudicou o Leão gravemente. Minha opinião, nobre amigo. Abraços e até a próxima.

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Ta expiando? Gostou? Tem conta no google? Vai, comenta!
Tenha autocritica, argumente, sem usar termos chulos e obscenos (palavrões).Pode discordar, mas sem guerras verbais, ataques pessoais a pessoas e instituições. Assim tu me agradas! Danke Fur Ihren Besuch, thanks for your visit.