Minha lista de blogs

terça-feira, março 24, 2015

Bom exemplo


O futebol é um dos esportes mais populares no mundo. Praticado em centenas de países, este esporte desperta tanto interesse em função de sua forma de disputa atraente e nos surpreeende a cada dia.

Torcedores 'impedem' briga entre Balotelli e Smalling no clássico eletrizante entre Liverpool e Manchester Unidet teve uma cena mais curiosa do que o golaço de Mata, a expulsão relâmpago de Gerrard e o pênalti desperdiçado por Rooney. No segundo tempo, Balotelli se estranhou com Smalling na beira do campo e foi contido por alguns torcedores do time da casa.

Atacante e zagueiro disputavam uma bola na lateral e acabaram se enrolando e caindo nas placas publicitárias. Como não poderia deixar de ser, os dois logo começaram a trocar ofensas. Quando parecia que a coisa iria ficar feia, os torcedores dos Reds interviram, segurando o italiano enquanto o adversário se distanciava.

A esta altura, o time da casa já estava com um a menos, por causa da expulsão de Gerrard. Depois, com um espaço "seguro" entre os dois, alguns tapinhas nas costas liberaram Balotelli para o jogo, que acabou com vitória do Manchester United por 2 a 1. 

Já por aqui...
Enquanto em Florianópolis antes ordeira e provinciana cidade se ia se ao clássico de carro com o rival e se sentava lado a lado avaianos e figueirenses, hoje com a vinda do pessoal de fora com seus vícios...usos e costumes não há como deixar a torcida ter contato com o jogador, torcida juntas é briga na certa.

Já na terra de Charles Miller, pai do futebol no Brasil, um dos países onde se teve umas das torcidas mais violenta no futebol, bastou algumas medidas legais e hoje são exemplos para o mundo. 

Como podem notar, se há punição exemplar tudo pode ser resolvido, mas aqui onde França faz o diabo dentro e fora do campo e não é punido. Estimula até técnicos de futebol ( Argel ) que deveriam dar bons exemplos a usar boné de torcida punida de entrar em estádio de futebol em Santa Catarina a transitar pelo campo na casa do adversário. Um irresponsável!


Se tivessem sido punidos, com certeza torcedores alvinegros não teriam depredado as instalações da Ressacada e futuramente até se tinha chance de um dia termos torcidas mista nos estádios catarinense, mas assim a própria autoridade estimula violência e depredação.
E dizer que já ouvi papo de jacaré entre Zunino e Wilfredo Brillinger que pensavam em um dia construir uma Arena junto. So se for uma Arena de gladiadores.
Futebol no Brasil não é tratado como assunto serio. Que diga Nilton Macedo e sua de diretores incompetentes e nosso grupo de jogadores. Isso aqui tá brincadeira.
A letra da musica de Simone, Disputa de Poder, reflete bem o atual Futebol Catarinense e a administração do Avaí.
Letra começa assim: “ ...Se trocou não mudou nada, jogo de carta marcada, é só perder, a panelinha armada...Isso aqui tá brincadeira. Tá na horá de gritar.
Chega de levar tanta porrada... vamos ver se dessa vez é pra valer. Tá virando sacanagem, as promessas são bobagens, que só faz aborrecer. To cansado essa anarquia na disputa do poder (definição perfeita do que hoje é o Avai FC ). 


Conforme levantamento do site "esport.ig" ao se analisar a média de público do Campeonato Brasileiro, nota-se que a Série A leva tanta gente ao estádio quanto os Campeonatos Suíço e Belga, torneios inexpressivos no cenário mundial, e atrai públicos menores do que em países como a Escócia, que tem população 37 vezes menor que a brasileira. 

O futebol brasileiro é um derrotado por seus próprios gestores, que se mostraram um mar de arrogância e incapacidade. Em Santa Catarina, com um Tribunal de Justiça Desportiva com seu auditores com problemas de visão, pior ainda.
Ainda tem gente que tem a cara de pau de dizer não saber porque um publico tão nanico nos estádios. Vão se catar!

4 comentários:

  1. Certinha sua observação, e acrescento que se não extinguir torcida organizada e fazer com que os pais queiram levar seus filhos aos estádios sem o medo de uma briga, todos os times teriam média maior. Se o futebol não fosse tachado de coisa para homem, mulheres iriam comparecer mais vezes.
    Mudando o foco, nosso Avaí tá fazendo coisas mesmo, como um time da Série A do campeonato nacional pode estar com uma diretoria tão amadora? Vivo me perguntando sobre isto...

    ResponderExcluir
  2. Sérgio;
    sugiro que faças uma postagem que incentive a redução dos valores do ingresso para o jogo de sábado. De nada adianta a burra diretoria querer ser irredutível neste momento, pois, se os membros diretivos não sabem, caso o Avaí seja derrotado estaremos na série B do catarinense. A primeira providência deveria ser a ida em massa dos torcedores até a Ressacada, como isso não acontecerá, visto que a lentidão da direção ao que parece contagiou os torcedores, parto, então para o segundo aspecto: redução dos valores.

    Meu caro, reforce essa ideia, pois só a torcida poderá tirar o clube dessa situação.

    Abraços.
    André Luiz

    ResponderExcluir
  3. Jadson Vidal, boa tarde! Boas observações, pena que os responsáveis por mudar esse tipo de coisa não estão interessado mudar nada. A começar são as organizadas que elegem presidente. Futebol já foi coisa de homem rude nos tempo de vaca magra, hoje é um esporte com uma mordomia sem tamanho. Esse time de frouxos do Avai se jogar com qualquer time da liga de competições femininas perdem feio.
    Quanto ao Avai é boa a gente já ir se preparando, pelo que vi no jogo pos queda Geninho nada mudou. Essa turma tem piava na cabeça. Abs!

    ResponderExcluir
  4. André Luiz, boa tarde! O momento difícil que a gente está passando nem precisa os blogueiros pedir. Mas será que essa turma de incompetentes sabe que precisa do torcedor agora mais que nunca, ou vão continuar a dizer que tudo estava dentro do planejado. A gente sabe que é muito difícil para o torcedor assimilar esse momento que passa o clube, mas se baixarem o ingresso ao menos teremos um grande publico na Ressacada a apoiar o time. O medo deles é uma nova derrota e maionese desandar. Cabe aos profissionais, responderem em campo o apelo da torcida. Mas pelo jeito nem os jogadores acreditam na direção, muito menos os jogadores tem credito com dirigentes e sua torcida. Sou favorável a uma invasão de torcedores como nunca visto na Ressacada, todos devem ir a esse jogo, ou para bater palmas ou para o que lhe der na cabeça. Abs

    ResponderExcluir

Ta expiando? Gostou? Tem conta no google? Vai, comenta!
Tenha autocritica, argumente, sem usar termos chulos e obscenos (palavrões).Pode discordar, mas sem guerras verbais, ataques pessoais a pessoas e instituições. Assim tu me agradas! Danke Fur Ihren Besuch, thanks for your visit.