Minha lista de blogs

domingo, maio 25, 2014

Virando a Pagina

Sim, demorou, mas enfim Pingo caiu

Agora pintou um Pingo de esperança de mudança de atitudes de jogadores, direção técnica e presidência.
Em comum acordo com a diretoria avaiana, Raul Cabral assumi interinamente. Cabral foi o técnico que comandou o Avaí na vitória contra o Figueirense, por 2 a 1 no Catarinense de 2014 e amanha comanda o time contra o Náutico, as 21:50h, fora de casa.
Pingo foi o único culpado pela fase atual do Avaí?  Obvio que não. Existem "ene" motivos. Elenco mal montado, problemas financeiros e má vontade de alguns profissionais, em especial nossos três tenores, que com seu futebolzinho apresentado até o momento só tocaram o torcedor pra fora da Ressacada.




Eu não acho, tenho certeza que com Pingo não chegaríamos a lugar algum. Com a saída dele, de cara já não veremos Eduardo Neto como titular.

Quando Pingo insistia em colocar Eduardo Neto em campo todo torcedor entrava em pânico. O ex-técnico trocou, fama, carreira, dinheiro, tudo para manter um esquema que não vinha dando certo e continuar com um jogador que não rendia em campo e irritava o torcedor. Que Eduardo Neto seja solidário a ele e o acompanhe, esteja onde ele estiver. Os dois se merecem!

Pingo foi uma gota no copo da paciência do torcedor. Um fracasso no estadual e um fracasso Brasileiro. Trinta e oito por cento de aproveitamento é coisa de técnico sem comando. No caso de Pingo faltou comando, esquema, respeito ao torcedor e menos teimosia.

Hora de união, hora do Individual e coletivo aparecer
Nem terminamos o semestre e la se foi o terceiro técnico. Alguns dirão.  - Quem será o próximo?
Vamos torcer para que o próximo treinador que vier para o lugar do teimoso e limitado Pingo consiga transformações o suficiente para que o time volte a apresentar um futebol competitivo e por consequência se torne vitorioso. Por enquanto toda torcida vai para Raul Cabral se dar bem e quem sabe ser efetivado.

Claro, cabe também a diretoria cobrar postura de alguns jogadores que dizem virar noitadas e não apresentar bom futebol em campo.

Ah, jogar sem receber não anima. E ficar sem jogar tem?  Marquinhos e Cléber já jogaram no Avaí, porque estão praticando um futebol de cabeça de bagre é outra coisa que tem que ser observado  e cobrado.

Estamos tão carentes de vitorias que a dividimos até em sonhos. Pior é saber que tem gente com informações privilegiadas que tumultuam o já tumultuado ambiente avaiano

Alguns torcedores botam a culpa em Roberto Alves e outros da Rede Gaúcha que  detonam o Avaí.  Entra ano, e sai ano, e sempre a mesma ladainha. Bob Vaselina é daqueles “chamados profissionais” que nem passam perto da Ressacada, se tem informações privilegiadas a culpa é dos X9 de dentro da Ressacada.
Outro problema que a atual administração não conseguiu resolver. Não sei se as informações saem da boca dos alvinegros que fazem parte da diretoria ou não. Que se cobre, que sejam mais profissionais. Com boa vontade as coisas podem melhorar. Mas é preciso que todos se ajudem.

Deixa o passado no passado. Que o grupo avaiano assuma uma postura de vencedor. Botar ídolo e craque no banco não será uma decisão fácil. Mas se for necessário para o bem do Avaí, que se faça com urgência e sem cerimonias.

O desempenho do time em campo será importante para trazer o torcedor de volta. Como torcedor e otimista que sou, creio que pior não fica.

Eu acredito no Avaí. E vocês?

2 comentários:

  1. So corrigindo o horario do jogo, e vinte uma e cinquenta! abraços serjao, assino contigo! mais sem reforços, nao vamos sair dessa situaçao.

    ResponderExcluir
  2. Anônimo obrigado por sua colaboração. Fiz a correção devida. Concordo que precisamos de reforços. Todo time precisa de reforços. O próprio Real e Barcelona precisam de reforços. Porem, de nada adianta trazer reforços se o time não for competitivo e algumas chamadas estrelas não jogarem. Tenha um bom dia!

    ResponderExcluir

Ta expiando? Gostou? Tem conta no google? Vai, comenta!
Tenha autocritica, argumente, sem usar termos chulos e obscenos (palavrões).Pode discordar, mas sem guerras verbais, ataques pessoais a pessoas e instituições. Assim tu me agradas! Danke Fur Ihren Besuch, thanks for your visit.