Minha lista de blogs

terça-feira, maio 21, 2013

Noticias do Avai_MARQUINHOS, O CRAQUE DO CATARINENSE

Eu sabia?
Deu a  logica.

O meia Marquinhos foi eleito o craque do Campeonato Catarinense 2013

O jogador foi escolhido pelos jornalistas através do prêmio Top da Bola.

 A solenidade de entrega ocorreu na noite desta segunda-feira, dia 20, no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianópolis. Marquinhos recebeu também troféu de ouro no quesito meia.
Além dele, receberam o troféu de bronze, pelo Avaí: o volante Alê, o atacante Reis e o preparador físico George de Castilhos. Abaixo, parte dos vencedores:
Preparador físico
Ouro – Anderson Paixão (Cha)
Prata – Luis Fernando Goulart (Cri)
Bronze – George de Castilhos (Avaí)
Revelação
Ouro – Bruno (Cri)
Prata – Andrei (Met)
Bronze – Alemão (Atl)
Árbitro
Ouro – Heber Roberto Lopes
Prata – Paulo Henrique Bezerra
Bronze – Celio Amorim
Assistentes da arbitragem
Ouro – Kleber Lucio Gil e Nadine Câmara Bastos
Prata – Carlos Berkenbrock e Helton Nunes
Bronze – Ângelo R. Bechi e Rosnei H. Scherer
Craque do campeonato
Ouro – Marquinhos (Avaí)
Prata – Lins (Cri)
Bronze – Rafael Costa (Met)
Premiações especiais
Artilheiro – Rafael Costa
Goleiro menos vazado – Nivaldo
Time mais disciplinado – Joinville
Árbitro revelação – Edson da Silva
Assistente revelação – Thiago Americano Labbes
Árbitro pé-frio – Leandro Messina Perrone

4 comentários:

  1. Serjão, o campeonato não foi nosso pois faltou raça ou motivação na final. A decisão aconteceu na semifinal, aliás como já sabíamos. Escolher o M10 como craque do campeonato, entre todos, ficou muito bem, embora ele tenha deixado a desejar em vários jogos. Agora é pensar na Série B e tomara que a sonolência dos nossos jogadores desapareça. Começar este campeonato com vitórias é bom para eles jogadores e claro motivar a torcida. É pegar ou largar. Eles que sabem, eles decidem. Abçs. Antonio_C.

    ResponderExcluir
  2. Antonio_C, passando pelo Criciuma( mais dificil foi inverter a vantagem, o que ja tinhamos conseguido) encarrar o esforçado Chapecoense era mamão com açucar que nossa rapaziada deixou de provar. Depois de ver a festa do Criciuma e alegria da torcida deles, nosso elenco se tiver brios teve ter sentido envergonhado e com uma pontinha de ciumes dos campeoes. Passou, agora é encarrar a serie B com mais seriedade do que foi o Catarinense e a rendosa e fascinante Copa do Brasil. Dentro da minha otica, para times intermediarios iguais aos Catarinenses, a competiçao mais vantajosa, charmosas, atrativa e de grande visualizaçao é a Copa do Brasil, depois vem a Serie B. A primeira competiçao em nivel Estadual tivemos uma despedida melancolica, a segunda em nivel nacional outro vexame, qual vai ser nossa despedida da serie B? De cara pegamos um time fraco e sem tradiçao, jogo para vencer e apagar um pouco a lembraça dos ultimos vexames. Abs

    ResponderExcluir
  3. Serjão, o que me preocupa é que jogadores do tipo do Marquinhos já são raros no futebol. Vemos jogos na TV de diversos campeonatos pelo Brasil afora, e nestes jogos, a camisa 10 dos times é simplesmente dada a qualquer um. Jogadores que não acertam um passe de 2 metros, não sabem lançar, não sabem chutar em gol (essa mesmo é campeã!!!!), enfim, são jogadores de escolinha de futebol em sua maioria. Aquele futebol brasileiro aprendido nas ruas, nos morros, na periferia, simplesmente está desaparecendo. Jogador de hoje começa a jogar nas escolinhas de futebol (nada contra as escolinhas, mas futebol mesmo são poucas que ensinam). Isto explica o porquê da raridade de se ver no Brasil jogadores novos usando bem uma camisa 10. Nos maiores clubes do Brasil, as camisas 10 são vestidas por jogadores de 35,36 e até 40 anos.
    É por isso que Marquinhos e Cleber Santana, em 2012, foi escolhido o craque do catarinense. A sua geração aprendeu a jogar futebol. A atual é fraquíssima.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  4. Raniere, seu estepô, tás igual aos grandes escritores, quanto mais velho melhor escreve. Belo texto, bela observação. Abs

    ResponderExcluir

Ta expiando? Gostou? Tem conta no google? Vai, comenta!
Tenha autocritica, argumente, sem usar termos chulos e obscenos (palavrões).Pode discordar, mas sem guerras verbais, ataques pessoais a pessoas e instituições. Assim tu me agradas! Danke Fur Ihren Besuch, thanks for your visit.